quarta-feira, 19 de março de 2008

E haverá um só rebanho e um só Pastor.


Quem são as ovelhas?
De quem são as ovelhas?
Quem é o verdadeiro Pastor?

Essas perguntas podem ser respondidas, lendo sem pressa (pressa, um dos males desse século) o capítulo 10 do evangelho de João.
Jesus veio em primeira mão para as ovelhas perdidas da casa de Israel, mas nesse texto Ele diz que existem outras ovelhas, que não são desse aprisco e é necessário que sejam conduzidas para o Aprisco. Para que ouçam a voz do Pastor.

Através da voz, reconhecemos pessoas amadas: esposa, pai, mãe. Em noites escuras e chuvosas, a voz de nossos pais, simplesmente, transmitia segurança aos nossos temerosos corações. A voz de nosso pai nos dizendo por onde deveríamos andar, para que não nos machucasse, bastava para que aceitássemos sem questionar o caminho proposto.
A Voz do Pastor nos guia às águas tranqüilas. Mesmo no vale da sombra e da morte, não precisamos temer, porque Ele está conosco.

Existia um jornaleiro (Almeida versão 1819) que era contratado para cuidar das ovelhas. Das ovelhas do Pastor. Mas na aproximação do lobo e dos perigos que cercam o rebanho, ele tratava de salvar a sua vida (Jo 10. 12) e deixava que o lobo dispersasse e aterrorizasse as ovelhas.

Ele foge porque é assalariado (ver. 13 NVI) e não se importa com a ovelha.

Se importa com a lã das ovelhas. Por que é dali que vem seu salário.
Se importa com a função de pastor. Por que isso lhe dá direito de dominação sobre as ovelhas.
Se importa pelo cargo/posição de pastor. Isso lhe confere status espiritual elevado. Autoridade espiritual sobre as ovelhas.
Se importa em proteger o lugar onde exerce sua função (púlpito). Por que é dali que ele monopoliza a voz do Sumo Pastor.

Mas existe um rebanho que anseia ouvir a voz do seu Pastor. E o Sumo Pastor já deixou claro que quer conduzi-las, porque deu Sua vida por elas. As ovelhas ouvirão a voz do Pastor e o seguirão. E então haverá um só rebanho e um só Pastor.


Texto escrito por: Uma Ovelha.

Um comentário:

Vitor Hugo da Silva disse...

Belo artigo que, infelizmente, retrata a atual situação em várias igrejas evangélicas. A notícia ruim; é que sempre existirá este tipo de atitude por parte de algumas de nossas autoridades. A notícia boa; é que sempre existirá aqueles que denunciam de forma apologética, advertindo o povo de certos lobos infiltrados no meio do rebanho do Senhor!

Deus os abençoe!
Já linkei vosso BLOG no meu. Está como BLOG Vida de Ovelha.

Vitor Hugo

Obs.: Parabéns irmão Mário pelo ótimo artigo.